Home / Notícias

Notícias

Com parceria do Senai, indústria do vestuário de Dourados investe em tecnologia e amplia vendas
|17 de novembro de 2020|

Ao mesmo tempo em que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe sérios impactos para a economia, alguns empresários puderam enxergar a crise como oportunidade. Em Dourados (MS), com apoio do Senai, as indústrias do vestuário Arte Camiseteria e Yvu tiveram um aumento de cerca de 50% nas vendas, sendo que a demanda por roupas de ciclismo aumentou em 500%, acelerando o processo de digitalização das empresas e obrigando o empresário Gilson Kleber Lomba a ampliar os investimentos em novas tecnologias. 

Já no início de 2019 tinha a previsão de ampliar as estruturas e, para isso, foi iniciado o processo de construção de uma nova sede, toda planejada com uma arquitetura que atendesse as demandas de produção e tivesse um layout inteligente, que gerasse o mínimo de esforço físico para os colaboradores e reduzisse o tempo de deslocamento com o objetivo de reduzir desperdício de tempo e melhorar a produtividade. 

Boom de vendas

“Isso tudo já estava planejado desde o início do ano e a pandemia do coronavírus inicialmente trouxe um atraso nessa organização. No entanto, houve um boom nas vendas de bicicletas, que as pessoas preferiram como alternativa ao transporte público e também como atividade física para evitar as academias, e a Yvu, que é a marca de roupas de ciclismo, acompanhou esse aumento de vendas. Tanto que nosso crescimento chegou a 500% nas vendas, compensando o que perdemos com relação a camisetas para eventos, por exemplo”, relatou Gilson Lomba. 

Diante dessa realidade, o empresário foi obrigado a acelerar seus processos de modernização dentro da empresa agilizando o que chama de transformação eletrônica digital, como forma de atender melhor seus consumidores e, para isso, a parceria com o Senai foi fundamental. “Contratamos uma série de serviços do Senai Empresa, como a instalação de placas fotovoltaicas, para reduzir os custos de energia, mas aí também fechamos o serviço de gestão de ativos e manutenção realizado por meio de software, logística reversa e ainda vamos fechar de eficiência energética”, detalhou.

Novas ferramentas

Além disso, a empresa investiu em novas ferramentas para atender o cliente, como e-commerce e uma plataforma europeia em que o consumidor consegue personalizar seu produto sem precisar ir até a empresa, e em CRM (Customer Relationship Management), ou Gestão de Relacionamento com o Cliente. 

Na avaliação do gerente do Senai Empresa, Thales Saad, esse é um exemplo de empresa que tem se aproveitado dos serviços e produtos da instituição para melhorar sua produtividade e, consequentemente, sua competitividade. “O Senai está de portas abertas para atender os empresários da melhor forma e nossa missão é justamente apoiar o desenvolvimento da indústria em Mato Grosso do Sul. Ter essa confiança e conseguir vender tantos produtos para uma única empresa é motivo de satisfação porque reforça nosso compromisso de ser referência em novas tecnologias”, afirmou.

Mais empregos

E se antes da pandemia a empresa tinha 58 colaboradores, assim que a crise chegou a Mato Grosso do Sul o número caiu para 45 em abril, mas já houve a recuperação e hoje são 75 funcionários, com a expectativa de chegar até maio de 2021 a 100 colaboradores. “E mais uma vez contamos com o apoio do Senai para qualificar essa mão de obra que será contratada. Estamos selecionando o pessoal para participar de um curso fechado, pago pela empresa, para que a gente tenha cada vez pessoas mais capacitadas”, destacou Gilson Lomba. 

Segundo o gerente do Senai de Dourados, Rogério Mattos, as aulas já vão começar no dia 23 de novembro, com uma turma exclusiva para a Arte Camiseteria e Yvu. “Eles nos procuraram para uma formação específica com o objetivo de atender as demandas da empresa e a turma deverá ter de 15 a 20 alunos, selecionados pelo Gilson Kleber Lomba. Esse é mais um serviço que o Senai disponibiliza para as empresas sempre com o objetivo de ajudar no desenvolvimento da região”, finalizou. 

A Indústria continua por você!

Acompanhe todas as notícias sobre as ações da indústria no combate ao novo coronavírus (Covid-19) na página especial do Sistema Fiems


Mais Imagens