Home / Notícias

Notícias

ISI Biomassa compartilha infraestrutura e equipe técnica com empresas “nucleadas”
|18 de fevereiro de 2021|

Já imaginou poder compartilhar a infraestrutura e a equipe técnica de um instituto referência em pesquisa e inovação como o ISI Biomassa (Instituto Senai de Inovação em Biomassa), localizado em Três Lagoas (MS). Empresas que pretendem desenvolver um produto ou processo e necessitam dessa estrutura podem ser nucleadas no instituto, ou seja, compartilhar equipamentos e pesquisadores. 

O gerente do ISI Biomassa, João Gabriel Marini da Silva, destacou toda empresa que tiver interesse em desenvolver projetos em parceria com a instituição podem ser nucleadas. “Hoje temos a Spectral Solutions e a Eldorado do Brasil, que compartilha laboratórios, equipe técnica e equipamentos e vêm desenvolvendo conosco três projetos de pesquisa e inovação”, afirmou. 

Esse tipo parceria tem como principal vantagem para as empresas nucleadas a não necessidade de investimentos em equipamentos e equipe técnica para o desenvolvimento de processo ou produto, compartilhando a estrutura de um instituto para atender uma determinada linha de pesquisa. “Em contrapartida, o ISI Biomassa tem a oportunidade de gerar receita para cobrir os custos fixos dos laboratórios e ainda pode ganhar um novo braço tecnológico ou linha de pesquisa, podendo captar novos projetos e parcerias”, completou João Gabriel.

Segundo especialista de aplicação em biomassa, papel e celulose da Spectral Solutions, Jorge Lepikson, a ideia de ficar nucleada no ISI Biomassa partiu da estratégia da empresa em expandir seu portfólio de soluções para análises de biomassa, tendo em vista o potencial das vantagens do uso da espectroscopia (estudo da interação entre a radiação eletromagnética e a matéria) para a área e também pela parceria de sucesso com o Instituto.

“Entre as vantagens de estarmos nucleados no ISI Biomassa estão a localização estratégica, pois estamos na capital da celulose, infraestrutura de última geração, know-how e expertise técnica do ISI Biomassa para a caracterização de matérias primas, assim atuando em total sinergia com o trabalho da Spectral Solutions no desenvolvimento de soluções inovadoras”, ressaltou Jorge Lepikson.

Ele explicou que a empresa deverá ficar nucleada até 2021, com a expectativa de criar uma parceria fixa voltada especialmente ao desenvolvimento de novas tecnologias para Biomassa. “Nosso objetivo é, em parceria com o ISI Biomassa, se tornar referência em tecnologias inovadoras para biomassa, sendo reconhecida na indústria e na comunidade científica”, finalizou.


Mais Imagens