Sua empresa mais ecoeficiente e rentável

O Programa

O Programa SENAI de Ecoeficiência avalia o desempenho ambiental das indústrias sul-mato-grossenses com a concessão de um selo ambiental adotado voluntariamente como instrumento de gestão ambiental. O selo ambiental do PSE classifica, por meio de avaliações com critérios objetivos, empreendimentos que contribuem com a manutenção da qualidade ambiental. Os critérios de avaliação utilizados consideraram o agrupamento de indicadores de desempenho ambiental abrangentes, consagrados e que pudessem ser utilizados para a classificação do desempenho ambiental das indústrias do estado de Mato Grosso do Sul. Dessa forma, utilizou-se a família ISO 14000, indicadores do Global Reporting Initiative (GRI) e critérios da Produção Mais Limpa (PmaisL), como o aplicado pela Fundação Estadual do Meio Ambiente de Minas Gerais (FEAM).

Histórico

A avaliação dos critérios e métodos utilizados no PSE ocorre periodicamente. As atualizações ocorrem principalmente da aplicação do programa nos diferentes segmentos industriais e articulação com os principais stakeholders (empresários e Governo). A avaliação periódica garante que este projeto pioneiro seja aplicável e promova melhorias nos mais diversos processos industriais. Atualmente, o projeto está na 4ª versão.

Etapas - 4ª edição

O desenvolvimento das cinco etapas de obtenção do selo utilizou como base o ciclo PDCA, que envolve planejamento, execução, análise e ação (Plan-Do-Check-Act).

  • Adesão (Primeira etapa)
    Na etapa de Adesão é realizado um Workshop para esclarecer todos os critérios do PSE. O estabelecimento industrial que desejar fazer a adesão ao PSE deverá preencher o Cadastro, além de apresentar documentação complementar. Após avaliação cadastral, o estabelecimento industrial assina documentos onde compromete-se em desenvolver as atividades previstas e assumir seus custos. A equipe técnica do SENAI MS assinará um termo garantindo a confidencialidade de todo processo.

  • Habilitação (Segunda etapa)
    Na Habilitação é avaliado o atendimento a alguns aspectos legais pertinentes às questões ambientais (Licenças Ambientais e Cadastros nos órgãos ambientais). Caso haja pendências, haverá classificação de grau de não-conformidade. A avaliação dos consultores resultará em um parecer atestando que o estabelecimento está:

    • Habilitado: quando atender de modo conforme os critérios. O estabelecimento industrial que apresentar pendências deverá executar um plano de correções.

    • Não Habilitado: quando não atender de modo conforme os critérios.

  • Avaliação da Gestão Ambiental (Terceira etapa)
    Nessa etapa, os consultores realizam visitas e avaliam o estabelecimento industrial utilizando como critério Indicadores de Desempenho Ambiental relacionados ao sistema de gestão ambiental e os aspectos ambientais pertinentes. O PSE possui atualmente 35 Indicadores de Desempenho Ambiental divididos em Gerenciais (9) e Operacionais (26).
    É entregue relatório e, posteriormente, são pactuadas metas para que o empreendimento possa percorrer a melhoria do processo.

  • Cálculo do Selo Ambiental (Quarta etapa)
    Cada indicador terá uma pontuação e de acordo com esta pontuação será calculado o valor do desempenho Ambiental, com peso diferente para os indicadores gerenciais e operacionais. O Selo Ambiental possui cinco categorias:

  • Implementação pela empresa das ações PSE (Quinta etapa)
    Etapa para que o estabelecimento industrial possa implementar as ações previstas como oportunidades de melhoria e cumprir as metas pactuadas. O tempo para execução é de até doze meses a partir da entrega do Selo Ambiental. Depois deste período, o estabelecimento poderá entrar em novo ciclo do Programa, percorrendo as cinco etapas novamente com objeto na melhoria contínua.

Vantagens

Conhecendo o seu desempenho ambiental a indústria pode identificar oportunidades de gerenciar de forma mais eficaz matéria prima, água e efluente, energia, resíduos e emissões atmosféricas. Além disso, os selos conquistados pelas indústrias demonstram à sociedade o comprometimento do estabelecimento industrial com a melhoria nos aspectos ambientais. Os selos ambientais também podem agregar valor às estratégias mercadológicas do estabelecimento industrial, evidenciando os valores intrínsecos à gestão ambiental.

A participação no PSE e conquista do selo ambiental podem promover:

Antecipação a regulamentações governamentais futuras;

Diferenciação das demais empresas pela demanda de mercado;

Gerenciamento eficaz dos aspectos ambientais;

Ampliação e estímulo das boas práticas ambientais.

Ecologia e competitividade para seu negócio...

23 Empresas já participaram do Programa SENAI de Ecoeficiência.
São elas:

Região de Campo Grande
Região de Três Lagoas












Região Sul













Região do Pantanal
Região Leste

Região Norte


23 Empresas já participaram do Programa SENAI de Ecoeficiência.
São elas:

Região de Campo Grande




Região do Pantanal


Região de Três Lagoas











Região Sul













Região Leste

Região Norte